Arroz de carreteiro

Arroz com carne de sol ao forno
20 de abril de 2017
Arroz de puta rica
20 de abril de 2017

Olá Amigos!

Quero prestigiar nossos pratos genuinamente nacionais. Para isso, vou postar aqui receitas dos quatro cantos do país. Contando um pouco da sua história e origens.

Vamos, semana-a-semana, conhecer e provar os temperos desta terra abençoada chamada… BRASIL!!!!

Vamos começar pela Região Sul do Brasil, e o Rio Grande do Sul será o primeiro. Claro que fora o churrasco, o arroz de carreteiro é extremamente conhecido em todo o país. Mas, todos conhecem suas origens? Então vamos conhecer…..

No Rio Grande do Sul, os tropeiros tiveram um papel muito importante, tanto na economia como na própria história. Eles transitavam com o gado de um lado para o outro. Atravessavam longas distâncias e com elas vinham as dificuldades. Assim, para conseguir vencer suas andanças, tinha em sua comitiva um carreteiro, em cuja carreta transportava os mantimentos. O arroz e o charque eram importantes, pois eram produtos que não estragavam facilmente. O carreteiro era o responsável em fazer a comida dos tropeiros. Ele muitas vezes tirava o sal do charque na beira do rio. Após colocar o charque em pedacinhos, juntava o arroz. Por ser um prato forte, os tropeiros gostavam muito, recuperava a energia que tanto necessitavam.

 

ARROZ DE CARRETEIRO

1/2 kg de charque cortado em cubos pequenos;

1/2 de arroz;

1 colher rasa de sopa de banha;

1 cebola média picada;

3 dentes de alho amassados e picados.

 

Afervente ligeiramente o charque, lave e escorra bem, derreta bem a banha em uma panela e coloque o charque para fritar, quando ficar bem dourado, junte primeiro a cebola depois o alho, mexa bem daí coloque o arroz, frite por alguns minutos.

Coloque água fervente + ou – dois dedos acima do arroz.

Acerte o sal, tampe a panela e deixe cozinhar em fogo brando, até dar o ponto no arroz (ficar macio). Dicas: 1) Se quiser decore com tempero verde picado.

2) Em vez de aferventar o charque, deixe de molho em água fria no dia anterior ao preparo, trocando a água pelo menos três vezes.

Rendimento: 5 porções.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *